Colesterol- Necessário em Equilíbrio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Colesterol, nem mau, nem bom – NECESSÁRIO em equilíbrio

 

 

“O consumo de gordura faz mal a saúde. Gordura saturada eleva o colesterol. O colesterol causa doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.”

É isso que você lê por aí e com essa informação faz suas escolhas, reduzindo gorduras da sua dieta, olhando aquele valor do colesterol nos seus exames e querendo que ele fique cada vez mais baixo.Te convido a ler as próximas linhas e entender um pouco mais sobre o assunto.

Durante os últimos trinta anos, o conceito de comer saudavelmente passou pela eliminação ou redução da gordura nos alimentos. Cerca de 15.000 produtos dietéticos com teor mais baixo de gorduras chegaram às prateleiras dos supermercados gerando bilhões de dólares. As pessoas ficaram convencidas de que comer gordura animal tradicional, como manteiga e queijo faz mal a saúde e substituíram por alimentos altamente processados, óleos vegetais industrializados, como óleo de milho,  soja ou canola, fora o imenso aumento de consumo de carboidratos refinados. Foi uma péssima troca, visto que os índices de síndrome metabólica, diabetes tipo II e Alzheimer só sobem.

Vamos entender um pouco sobre o colesterol primeiro mudando alguns conceitos!

O LDL NÃO É UMA MOLÉCULA DE COLESTEROL, NEM BOM E NEM RUIM. É uma lipoproteína de baixa densidade (daí a palavra em inglês Low Density Lipoprotein- LDL). Um dos seus papéis é capturar o colesterol e transportá-lo ao neurônio, onde ele desempenha funções de importância crucial.

O colesterol produzido pelo organismo e o adquirido da alimentação pode ser oxidado por radicais livres e tornar-se capaz de formar placas de gorduras nas artérias, então o problema é o LDL OXIDADO. O risco é maior se ingerirmos alimentos processados ou fritos por conterem o oxicocolesterol, produto originado da oxidação do colesterol quando se esquenta o alimento, principalmente os ricos em gorduras trans ou hidrogenadas ou quando ocorre a a modificação física da molécula provocada pela GLICOSE.  As moléculas de “açúcar” se aderem ao LDL e alteram seu formato deixando-a menos eficaz e aumentando a produção de radicais livres (glicação).

Existem 11 sub-tipos de LDL, e apenas dois sub-tipos são prejudiciais, as moléculas menores e mais densas. Nos EUA, já se dosa o LDL oxidado e seus sub-tipos.

Quando você diminui sua ingestão de colesterol, como muita gente faz hoje, seu fígado produz uma enzima chamada Redutase HMG-coA (essa é o alvo das estatinas) que usa o carboidrato da sua dieta para produzir um suprimento extra de colesterol.

Entenda: você tira o colesterol da dieta e acaba aumentando a ingestão de carboidratos, dessa forma ativa uma super produção constante e pesada de colesterol no seu corpo. E se a sua  alimentação é rica em industrializados, ricos em farinha, açúcar e gorduras hidrogenadas, seu corpo provavelmente está inflamado e propício a ter colesterol oxidado se acumulando em suas artérias. Uma verdadeira bomba pronta pra explodir!!

ABAIXO VOCÊ ENTENDERÁ PORQUE VOCÊ PRECISA DE GORDURAS SAUDÁVEIS DA SUA DIETA E PORQUE NÍVEIS DE COLESTEROL EXTREMAMENTE BAIXOS SÃO PERIGOSOS A SAÚDE 

  • Nosso sistema nervoso é formado por tecidos gordurosos, os neurônios (células responsáveis por transmitir os impulsos nervosos, apenas tem essa capacidade de condução por possuir a bainha de mielina que é um tipo de gordura.
  • As membranas de todas as nossas células e de todas as organelas são feitas de gordura.
  • As vitaminas A, D,E e K , que são gorduras, são fundamentais para a visão, ossos, sistema imune e coagulação sanguínea.
  • A gordura é exigida para o cálcio ser eficazmente incorporado ao osso.
  • A gordura foi demonstrada proteger o fígado do álcool e dos medicamentos.
  • As gorduras achadas na manteiga e gordura de coco (ácido mirístico e ácido  láurico) desempenham papéis chave na saúde imunológica.
  • A deficiência de ácidos graxos saturados nas células brancas do sangue diminui sua habilidade de reconhecer e destruir invasores externos, como vírus, bactérias, e fungos.
  • O colesterol é indispensável para a produção de hormônios esteróides (sexuais)

Consuma portanto, uma quantidade adequada de colesterol e reduza sua ingestão de carboidratos refinados e alimentos inflamatórios, com isso,  seus níveis de colesterol voltarão ao normal sem tomar remédios e, sem oxidação e inflamação, você estará protegido e saudável protegendo seu cérebro, sua inteligência e sua capacidade de processamento de dados e memória, além de passar longe das doenças cardiovasculares.

Exemplos de fontes de gorduras que você pode e deve colocar na sua alimentação são as castanhas, nozes, avelãs, sementes de linhaça, girassol, gergelim, quinoa, óleo e polpa de coco , abacate, azeite de oliva e  azeitonas. Essas gorduras integram-se de maneira harmônica as nossas membranas celulares e tecidos. Logicamente, quantidades são individuais e devem ser orientadas por um nutricionista.

A melhor forma de aprender é estudar, ao invés de se tornar um eco, repetir informações sem fundamentos ou bases científicas. A idéia não é para você se alimentar todos os dias de bacon e manteiga, mas que você entenda que não há razões científicas pelas quais os alimentos naturais contendo gordura saturada não possam ou não devam fazer parte de uma dieta saudável.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Mônica Stockler

Mônica Stockler

Deixe seu comentário!

Mônica Stockler

Mestranda no Curso Internacional de Nutrição e Dietética com ênfase em Nutrigenômica e Antiaging, Universidad Europea Del Atlántico, Barcelona / Espanha.

Pós-graduada em Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS em 2013.

Experiência em Atendimento Nutricional Clínico desde 2008, Graduada na Universidade Paulista- UNIP.

Posts recentes

Receba novidades em seu e-mail

Receba dicas, receitas e novidades sobre meu trabalho e sobre o mercado da Nutrição.