Reduza o estresse

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O estresse prolongado gera diversas manifestações devido ao cortisol elevado, como o aumento do apetite, redução da imunidade e desequilíbrio na microbiota intestinal, alguns estudos verificam ainda que o estresse pode aumentar a quantidade de E. coli e Enterobacteria (prejudiciais) e diminuir a de Bifidobacterium e Lactobacillus (boas).

Como o cortisol, os hormônios do grupo de glicocorticóides no metabolismo também são responsáveis pela redução da massa óssea, menor transporte transcelular de cálcio por mecanismo independente da vitamina D e alteração dos níveis de PTH.

Durante a gestação apresentam diversos efeitos deletérios, como o risco aumentado do aborto espontâneo, parto prematuro, más formações, aumento da pressão arterial, alterações no metabolismo lipídico (gordura) do bebê, resistência à insulina na vida adulta do bebê e menor crescimento fetal.

Crédito imagem: Pixabay

Mônica Stockler

Mônica Stockler

Deixe seu comentário!

Mônica Stockler

Mestranda no Curso Internacional de Nutrição e Dietética com ênfase em Nutrigenômica e Antiaging, Universidad Europea Del Atlántico, Barcelona / Espanha.

Pós-graduada em Nutrição Clínica e Estética pelo IPGS em 2013.

Experiência em Atendimento Nutricional Clínico desde 2008, Graduada na Universidade Paulista- UNIP.

Posts recentes

Receba novidades em seu e-mail

Receba dicas, receitas e novidades sobre meu trabalho e sobre o mercado da Nutrição.